DEPRESSÃO PÓS-PARTO


mãe com depressão pós-parto

Não existe um único motivo causador da DPP (Depressão Pós-Parto), podendo estar associada a fatores físicos, emocionais, estilo e qualidade de vida, ou com algum histórico de outros problemas e transtornos mentais. Mas a principal causa da depressão pós-parto é o enorme desequilíbrio hormonal em decorrência do término da gravidez. 


É comum confundi-la com o Baby Blues, uma soma de sentimentos de desânimo, cansaço e tristeza que surge em média três a quatro dias após o parto, atingindo de 30% à 75% das mulheres. Os sintomas do baby blues desaparecem em até duas semanas, é como uma fase de adaptação, e não necessita de tratamento. 


Mas quando o desânimo persiste, aliado a uma sensação de vazio, falta de esperança, dificuldade em sentir prazer nas coisas, incapacidade de exercer as mais simples tarefas do dia a dia, algo está errado. Para ser diagnosticada depressão pós-parto, os sintomas devem surgir até quatro semanas após o parto. É importante conversar com seu obstetra, que poderá indicar um psiquiatra especialista. Se não tratada, a DPP pode se tornar crônica, comprometendo a saúde da mamãe e do seu filho.


Assista a uma aula grátis, com a psicóloga Nayra Karam, e saiba mais este importante assunto:




Se você gostou dessas dicas, vai gostar ainda mais de conhecer nosso CURSO COMPLETO, com aulas sobre Saúde da Mamãe, Primeiros Cuidados, Curso de Sono, Nutrição e muito mais! Pode contar com a gente pra dar uma vida especial para o seu filho. Saber de Mãe é saber amar.



3 visualizações0 comentário